Portuguese
.

Rússia e Ucrânia estão reunidas em Belarus para negociações

Ucrânia irá exigir o cessar-fogo e retirada das tropas russas de seu território; Rússia não informou sua posição

Rússia e Ucrânia estão reunidas em Belarus para negociações (digitalshape/Twenty20)

Delegações da Rússia e da Ucrânia estão reunidas desde às 8h (horário de Brasília) em Belarus para tratar sobre o conflito no leste europeu. Nem Vladimir Putin e nem Volodymyr Zelensky participam presencialmente do encontro. As autoridades ucranianas já informaram que irá exigir um “cessar-fogo” imediato, além da retirada das tropas russas de seu território. Por outro lado, a Rússia não quis revelar sua posição antes da reunião.

No último domingo, Zelensky havia se recusado a fazer negociações em solo belorrusso, afirmando que o país é cúmplice da invasão que hoje entra no quinto dia. No entanto, mais tarde, decidiu junto com a Rússia e se encontrar em uma região fronteiriça, ao norte da Ucrânia. O presidente da Belarus, Alexander Lukashenko, assumiu a responsabilidade de que todo o equipamento militar no solo de seu país permaneceria sem atividade durante a viagem – incluindo a ida, a reunião e a volta das delegações para seus países de origem.

“Guerra fria” continua

Enquanto os países conversam a fim de acabar com a guerra militar que acontece em solo ucraniano, as notícias ao redor do mundo continuam informando uma “guerra fria” mundial. A Rússia fechou seu espaço aéreo para mais de 35 países, entre eles Alemanha, França, Itália e Espanha, como retaliação após diversos países europeus proibirem aeronaves russas em seus países.

Enquanto isso, diversos dirigentes ucranianos pedem ajuda de hackers de todo o mundo para saber quais são as fraquezas do governo russo em cybersegurança. “Se vocês possuem qualquer informação sobre vulnerabilidade nas defesas russas (bugs, credenciais, formas de entrar), por favor relatem”, escreveu o Serviço Estatal de Comunicações Especiais da Ucrânia em rede social.

Por outro lado, a Rússia continua sofrendo diversas sanções dos países ocidentais. O Departamento do Tesouro americano anunciou hoje anunciou que vai congelar os ativos do Banco Central da Rússia que estão nos Estados Unidos e impor sanções ao Fundo de Investimento Direto russo – um fundo soberano. O Japão também anunciou hoje (28) que sancionou o BC russo e limitou as transações que a entidade pode fazer.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.