Portuguese
.

Rússia ataca e Ucrânia fala em “invasão total”

É o maior ataque de um país europeu contra outro do mesmo continente desde o fim da Segunda Guerra Mundial

Rússia ataca e Ucrânia fala em “invasão total” Twenty20

A tensão no leste europeu entrou num novo patamar na madrugada desta quinta-feira (23). Após ordenar o início da invasão à Ucrânia, o presidente russo Vladimir Putin fez um discurso afirmando que iria se “esforçar para alcançar uma desmilitarizaração e uma desnazificação da Ucrânia“.

Putin ainda fez ameaças à quem tentasse interferir. “Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, disse. Ele ainda justificou que a invasão seria para proteger civis de etnia russa em Donetsk e Luhansk, cuja independência ele reconheceu na segunda-feira (21).

Nas redes sociais, o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kouleba, acusou a Rússia de ter iniciado uma “invasão de larga escala” e fez um apelo à comunidade mundial. “Cidades pacíficas da Ucrânia estão sendo atacadas. Esta é uma guerra de agressão. A Ucrânia vai se defender e vencer. O mundo pode e deve parar Putin. É hora de agir agora“, disse.

A polícia ucraniana informou que foram feitos 203 ataques ao país desde começo do dia e ainda disse que há combate em quase todo o território. Enquanto isso, o Ministério da Defesa da Rússia afirmou que 74 instalações militares ucranianas já foram destruídas.

Segundo as informações de autoridades da região, ao menos 18 pessoas morreram na cidade de Odessa em um ataque. Outras 6 morreram em Brovary, perto de Kiev.

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse em discurso que os líderes da Rússia devem assumir total responsabilidade pelas consequências de suas ações e que “a Rússia pagará um preço econômico e político muito alto“. Ele ainda informou que a aliança continuará tomando “todas as medidas necessárias para garantir a segurança e a defesa de todos os Aliados“.

Na terça-feira (22) países do ocidente já haviam anunciado uma série de sanções à Rússia após Putin reconhecer as regiões separatistas como Estados independentes. Novas sanções devem ser anunciadas nas próximas horas.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.