Portuguese
.

Banco Central diz que 2022 deve fechar com inflação a 7,1%

BC trabalha com dois cenários e aponta que probabilidade de estouro da meta de 88% a 97%

Banco Central diz que 2022 deve fechar com inflação a 7,1% (José Cruz/Agência Brasil)

O Banco Central divulgou nesta quinta-feira (24) o Relatório de Inflação. O documento elevou a estimativa da inflação para 2022 e apontou que a probabilidade de estouro da meta varia de 88% a 97%. A revisão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 4,7% para 7,1%, lembrando que a meta é de 3,5% – com variação de 1,5 ponto percentual.

Segundo a publicação, o BC trabalha com dois cenários. No primeiro, considerado “de referência”, as projeções de inflação para 2022 ficam em torno de 10,6% nos dois primeiros trimestres do ano, caindo para 7,1% no fim do ano e para 3,4% em 2023. Esse cenário tem a probabilidade de estouro da meta de 97% e prevê que a taxa básica de juros, a Selic, feche o ano em 12,75%, caindo para 8,75% em 2023.

Já o segundo cenário, considerado alternativo, prevê que a inflação feche 2022 em 6,3%, caindo para 3,1% em 2023. Esse ambiente considera a hipótese de uma queda no preço internacional do petróleo, diminuindo o impacto do produto na alta dos preços no país. Nesse aspecto, o BC adota a premissa na qual o preço do petróleo segue aproximadamente a curva futura de mercado até o fim de 2022, terminando o ano em US$ 100 o barril e passando a aumentar 2% ao ano a partir de janeiro de 2023. A probabilidade de furar a meta é de 88%.

É importante se atentar ao fato de que as projeções trazem cenários mais atuais quanto à inflação para os próximos meses, considerando dados atuais do cenário interno e externo. O petróleo tem feito papel de “price maker” do mercado mundial, afetando a cadeia alimentícia, produtiva e logística e elevando preços em geral. Fora isso, o BC considerou a visão mais pessimista quanto ao agro nacional, com tendência de safra menor, devido em parte à estiagem e parte às fortes chuvas, em momentos e regiões distintas. Também fez menção à um cenário mais otimista quanto ao varejo, comércio e serviços tendendo a retornar a patamares pré-pandemia com a contínua redução de novos casos e internamentos pela covid. Sendo assim, o consumidor deve esperar preços avançando no mercado, principalmente alimentos vinculados à trigo, soja e milho, incluindo a proteína. O petróleo pode recuar ao longo do ano com o fim da guerra“, analisa o executivo de investimentos da Invest4U, Vinicius Felchack.

O mesmo documento voltou a afirmar a disposição do Comitê de Política Monetária (Copom) em aumentar novamente em um ponto percentual a taxa Selic, atualmente em 11,75% ao ano. Segundo o relatório, essa decisão reflete a incerteza ao redor do cenário econômico e um balanço de riscos “com variância ainda maior do que a usual para a inflação”. A taxa poderá ser reajustada “para assegurar a convergência da inflação para suas metas”.

com informações da Agência Brasil


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.