Portuguese
.

Copom eleva taxa Selic para 11,75%

Taxa atinge seu maior nível desde 2017

Copom eleva taxa Selic para 11,75% (jedson_alelaf/Twenty20)

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou no fim da tarde desta quarta-feira (16) que decidiu, de forma unânime, aumentar a taxa Selic para 11,75%. O objetivo é conter a inflação que se agrava com os impactos do conflito no leste europeu na economia mundial e o aumento do preço dos combustíveis.

A taxa está no maior nível desde abril de 2017, quando estava em 12,25% ao ano. Esse é o nono reajuste consecutivo na taxa Selic. Apesar da alta, o Banco Central reduziu o ritmo do aperto monetário. Depois de três aumentos seguidos de 1,5 ponto percentual, a taxa foi elevada em apenas 1 ponto. A decisão está de acordo com o esperado pelo mercado.

Como esperado pelo mercado, o Copom seguiu o ciclo de alta e elevou a taxa mais uma vez, voltado a uma política econômica contracionista, visando arrefecer a inflação, que persiste em alta devido à guerra entre Rússia e Ucrânia e seus desdobramentos nas commodities, além de conter eventos complementares no cenário interno, oriundos de regiões em estiagem e outras prejudicadas por fortes chuvas. Mais uma vez, o comitê deixa uma brecha para seguir avançando a taxa, mas agora de forma mais amena. Vale ressaltar que o movimento afeta diretamente financiamentos, empréstimos e ativos atrelados à Selic

analisa Vinicius Felchack, executivo de investimentos da Invest4U.

No começo da semana, o Relatório Focus previu que a taxa Selic terminaria o ano de 2022 em 12,75%. Vale lembrar que a Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que em fevereiro chegou a acumular 10,54% nos últimos doze meses.

A medida acontece no mesmo dia em que os Estados Unidos anunciaram a primeira alta na taxa de juros do país desde 2018.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.