Portuguese
.

Brasil gerou 277 mil empregos formais em maio, aponta Caged

Alta foi puxada pelo setor de serviços e veio bem acima do esperado pelo mercado

Brasil gerou 277 mil empregos formais em maio, aponta Caged (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Brasil criou 277.018 postos de emprego com carteira assinada durante o mês de maio, é o que aponta os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta terça-feira (28) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. O número veio acima do esperado pelo mercado, que previa criação de 192.750 novos postos. No acumulado do ano, já foram criadas 1,05 milhão vagas formais.

O desempenho de maio é resultado das 1.960.960 admissões e 1.683.942 demissões que aconteceram no mês. Em relação a abril, houve um salto de 40% na abertura de vagas (197,4 mil). Na comparação com o mesmo período de 2021, a criação de vagas foi 4% maior neste ano – em maio de 2021 foram criados 266,4 mil postos.

O setor de serviços puxou as contratações do mês passado, com a criação de 120.294 novos postos. Os outros cinco grupos pesquisados também apresentam altas: comércio (47.557), indústria (46.975), construção (35.445) e agropecuária (26.747). Por outro lado, apesar do crescimento no número de vagas, o salário médio diminuiu, recuando -0,9% em maio, para para R$ 1.898,02 – um decréscimo real de R$ 18,05, descontada a inflação.

Todas as regiões do país apresentam resultado positivo na criação de vagas formais. Os estados que mais criaram empregos foram São Paulo (85.659), Minas Gerais (29.970) e Rio de Janeiro (20.226).


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.