Portuguese
.

Rússia e Ucrânia têm nova data para negociações; confira as últimas notícias

Guerra já dura 36 dias

Rússia e Ucrânia têm nova data para negociações; confira as últimas notícias (Twenty20Photos)

Rússia e Ucrânia retomarão negociações de forma remota amanhã
Um alto funcionário ucraniano informou que os países devem retornar as negociações de forma remota nesta sexta-feira (1). A Ucrânia tenta um encontro entre os presidentes dos dois países, mas a Rússia afirma que ainda é cedo e negociações precisam estar mais maduras.

Otan diz que tropas não estão se retirando, mas sim se reposicionando
O secretário-geral da Otan afirmou nesta quinta-feira (31) que a Rússia não está cumprindo com a retirada de tropas que havia prometido à Ucrânia. Segundo Jens Stoltenberg, as tropas estão apenas se realocando para outros pontos estratégicos dentro do país. “De acordo com nosso serviço de inteligência, unidades da Rússia não estão se retirando da Ucrânia, mas apenas se reposicionando. A Rússia está tentando reagrupar, reabastecer e reforçar sua ofensiva na região do Donbass. Ao mesmo tempo, mantém pressão sobre Kiev e outras cidades. Por isso, devemos esperar mais ofensivas nos próximos dias”, declarou.

Putin define que países devem começar a pagar gás em rublo amanhã
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, definiu que o pagamento do gás natural em rublo começa amanhã (1) e que considerará como calote o não pagamento na moeda russa. “Para comprar gás natural russo, eles devem abrir contas em rublos em bancos russos. É a partir dessas contas que os pagamentos serão feitos para o gás entregue a partir de amanhã“, disse Putin.

Rússia diz que abrirá corredor humanitário em Mariupol na sexta
O Ministério da Defesa da Rússia disse que irá abrir um corredor humanitário na cidade de Mariupol amanhã (1), no sentido de Zaporizhzhia. A abertura desse corredor foi um pedido do presidente francês Emanuel Macron e do chanceler alemão Olaf Scholz ao presidente russo, Vladmitir Putin, segundo a agência de notícias russa Tass.

Reino Unido e aliados irão mandar mais ajuda militar à Ucrânia
O ministro britânico da Defesa, Ben Wallace, afirmou hoje que o Reino Unido e seus aliados concordaram em mandar mais ajuda militar letal aos ucranianos, para ajudá-los a se defender das tropas russas que invadem o país. Esse novo auxílio inclui novos sistemas aéreos e de Defesa, baterias de artilharia de longo alcance e contra-ataque e veículos blindados, além de treinamentos mais amplos e apoio logístico.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.