Portuguese
.

Ibovespa abre em alta impulsionado pelo setor de commodities e alta nas vendas de varejo

Bolsas mundial operam em caminhos distintos nessa manhã

Ibovespa abre em alta impulsionado pelo setor de commodities e alta nas vendas de varejo

A agenda desta quarta-feira (13) traz como destaque nacional a divulgação dos dados da venda no varejo em fevereiro. No exterior, destaque para os dados do índice de preços ao produtor (PPI) dos Estados Unidos e ao início da temporada de balanços, que já tem resultados de grandes bancos hoje. O mundo segue atento aos desdobramentos do conflito no leste europeu e também aos dados de inflações que vêm batendo recordes históricos em todo o mundo.

Brasil

O Ibovespa abriu em alta de 0,55% a 116.782 pontos. O índice brasileiro é impulsionado pelos dados da venda no varejo, que vieram bem acima do esperado. No setor de commodities, o petróleo opera em alta nesta manhã. O Brent avança 2,05% a US$ 106,79, enquanto o WTI tem alta de 1,83% a US$ 102,44. Com isso, os papéis do setor registram altas também e impulsionam o Ibovespa: a Petrobras (PETR3; PETR4) avançava 1,42% e 1,24%, respectivamente, enquanto a 3R Petroleum (RRRP3) subia 1,24%. Com as altas no minério de ferro, a Vale (VALE3) também valorizava 0,70% e a CSN Mineração (CMIN3) tinha alta de 0,69%;

Internacional

Na Ásia, as bolsas fecharam majoritariamente em alta, impulsionados pelos fortes dados de exportação da China. No entanto, as preocuopações com a atual onda de Covid-19 em Xangai, que deixa a cidade em lockdown, fez com que o Xangai Composto recuasse -0,82%. Por outro lado, o Nikkei, em Tóquio, avançou 1,93%, seguido Kospi, em Seul, que teve alta de 1,86%. Em Taiwan, o Taiex subiu 1,83%, enquanto o Hang Seng, em Hong Kong, teve alta de 0,26%.

Na Europa, os investidores operam com cautela enquanto esperam pela decisão da político monetária do Banco Central Europeu (BCE), que será anunciada amanhã (14). Por volta da 10h20 (horário de Brasília), o Euro Stoxx caía -0,92%, enquanto o CAC 40, na França, recuava -0,66%. Na Alemanha, o DAX registrava queda de -1,03%. Já o FTSE, no Reino Unido, desvalorizava -0,22%. Hoje, os britânicos divulgaram os dados da inflação que, assim como no Brasil e nos Estados Unidos, bateu recordes históricos. A taxa anual bateu 7%, maior nível desde 1992.

Nos Estados Unidos, os principais índices de Wall Street abriram com resultados negativos. O S&P 500 registrava queda de -0,07%, enquanto o Nasqad tinha leve alta de 0,01%. Já o Dow Jones recuava -0,15%. Já o dólar se recuperava com alta de 0,56% a R$4,69.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.