Portuguese
.

Opep corta previsões de demanda de petróleo em 300 mil bpd

Para o Brasil, organização manteve a previsão de oferta a 3,8 milhões de bpd

Opep corta previsões de demanda de petróleo em 300 mil bpd (Fahroni/Twenty20)

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) cortou a previsão de aumento na demanda global por petróleo em 2022 em 300 mil barris por dia (bpd), a 3,1 milhões de bpd, segundo o relatório mensal publicado nesta quinta-feira (11). Com isso, a organização vê a oferta global de petróleo começando a alcançar a demanda, deixando o mercado quase equilibrado.

No relatório, a Opep ainda manteve a previsão para o aumento da oferta de petróleo de produtores fora do grupo em 2022, em 2,1 milhões de bpd, a 65,8 milhões de bpd. Os países que devem mais contribuir para o incremento da oferta em 2022 são Estados Unidos, Canadá, Brasil, China e Guiana. Por outro lado, a expectativa é de queda na produção de Indonésia e Tailândia.

A organização também cortou a previsão de crescimento global para 2022, de 3,5% para 3,1%. Houve ainda uma redução na perspectiva da atividade econômica do ano que vem, de um avanço de 3,2% para 3,1%.

A Opep também alterou a estimativa de crescimento para os Estados Unidos neste ano, saindo de um avanço de 3% nas atividades no país, para um crescimento de apenas 1,8%. Já em relação à China, o corte na previsão de crescimento foi de 5,1% para 4,5%. Para a zona do euro, no entanto, houve uma melhora na perspectiva deste ano, de um avanço de 3% para 3,2%.

Opep mantém previsão para oferta de petróleo no Brasil

Para o Brasil, a organização manteve a projeção para a oferta de petróleo neste ano, de aumento de 0,2 milhão de barris por dia (bpd) ante 2021, para uma média anual de 3,8 milhões de bpd. Para 2023, o cartel estima novo aumento de 0,2 milhão de bpd ante 2022, à média de 3,9 milhões de bpd.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.