Portuguese
.

Fed eleva juros em 0,75 ponto percentual, conforme esperado

Principal autoridade monetária dos Estados Unidos está no meio do ciclo mais forte de aperto monetário desde 1981

Fed eleva juros em 0,75 ponto percentual, conforme esperado (Divulgação/Fed)

O Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed) elevou nesta quarta-feira (27) a taxa básica de juros dos EUA em 0,75 ponto percentual após reunião de dois dias. A taxa subiu de 1,5% a 1,75% para 2,25% a 2,5%. A decisão foi unânime e assegurou que uma nova alta de mesma magnitude deve acontecer na próxima reunião.

O Fed anunciou a sua decisão de política monetária, sem trazer surpresas ao mercado. A decisão foi unânime. É a quarta alta seguida da taxa este ano, que deve ter mais 2 aumentos, pelo menos. O que o banco central americano mostra é que o combate à inflação será seguido fortemente. Com isso, ativos de renda fixa, incluindo o tesouro dos EUA, se tornam mais atrativos aos investidores mais conservadores, que buscam abrigo em cenários de crise (considerando possível recessão econômica no bloco do euro, guerra na Ucrânia e fragilidade no setor imobiliário chinês). Como o mercado já esperava tal movimento de postura mais séria nas taxas, as bolsas não sentiram o efeito e até subiram. Agora, o mercado de renda variável fica atento aos próximos encontros do Fed para avaliar se haverá necessidade de mais aumentos ou se estaremos vislumbrando uma luz no fim do túnel, com um bom segundo semestre para as bolsas, em caso de o cenário não trazer surpresas.

Vinicius Felchack, Executivo de Investimentos da Invest4U

O comunicado divulgado pelo Fed afirma que a “inflação permaneceu elevada, refletindo desequilíbrio entre oferta e demanda relacionado à pandemia, preço dos alimentos e energia mais elevados e pressões externas de preços”. Eles ainda acrescentam que a guerra na Ucrânia tem causado dificuldades econômicas e os efeitos estão pressionando a inflação para cima e as atividades para baixo.

No entanto, o Comitê segue ‘fortemente comprometido’ a levar a inflação para a meta de 2%. Eles também confirmaram que a redução do balanço do Fed continuará com venda de títulos do Tesouro e títulos hipotecários sob posse da autoridade monetária de acordo com o Plano de Redução do Balanço do Fed, divulgado em maio. 


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.