Portuguese
.

Em ata, Fed sinaliza alta de 0,5 p.p ou 0,75 p.p na próxima reunião

Banco central norte-americano reconheceu que o aperto monetário pode desacelerar crescimento do país

Em ata, Fed sinaliza alta de 0,5 p.p ou 0,75 p.p na próxima reunião (Divulgação/Fed)

Os dirigentes do Federal Reserve (Fed) veem uma alta dos juros em 0,50 ponto percentual ou 0,75 p.p como apropriado para a próxima reunião, mostrou a ata do Fomc divulgada nesta quarta-feira (6). Na última reunião, realizada em maio, o banco central norte-americano aumentou os juros em 0,75 p.p – o maior aumento percentual desde 1994.

Os participantes concordaram que as perspectivas econômicas justificam a mudança para uma postura restritiva da política monetária e reconheceram a possibilidade de uma postura ainda mais restritiva ser apropriada se as pressões inflacionárias elevadas persistirem”, disse a ata.

Os integrantes do comitê ressaltaram que é preciso lutar contra a inflação e seguir com o aperto monetário, mesmo que isso signifique uma desaceleração da atividade econômica do país. “O aperto pode reduzir o ritmo de crescimento, mas é crucial retomar a meta da inflação”, reforçaram.

Sendo assim, eles cortaram a projeção de crescimento para o 2º semestre de 2023 e esperam que a volta da inflação para a meta de 2% em 2024. Segundo o documento o desequilíbrio entre oferta e demanda de energia e a guerra na Ucrânia são pressão de alta sobre inflação e pesam na atividade global, bem como os lockdowns na China que devem exacerbar problemas em cadeias de produção.

A próxima reunião do Fed para decidir sobre o aperto monetário acontece nos dias 26 e 27 de julho.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.