Portuguese
.

Conflito entre Rússia e Ucrânia já dura 35 dias; confira as últimas notícias

Novas sanções e atualização do número de refugiados estão entre os destaques do dia

Conflito entre Rússia e Ucrânia já dura 35 dias; confira as últimas notícias (Twitter/Ministério da Defesa da Ucrânia)

Reino Unido anuncia nova rodada de sanções contra a Rússia
O Reino Unido anunciou um novo pacote de sanções contra a Rússia nesta quarta-feira (30). Entre as novas medidas, está a proibição de fornecer assistência técnica para aviões e navios que possam beneficiar pessoas que foram sancionadas pelo governo. Segundo o primeiro-ministro Boris Johnson afirmou que as sanções continuaram se intensificando até que as tropas russas deixem a Ucrânia.

4 milhões de ucranianos já deixaram o país, diz ONU
A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) atualizou o número de ucranianos que já deixaram o país desde o começo da guerra e informou que 4.019.287 pessoas fugiram da Ucrânia, sendo que mais da metade teve como destino a Polônia. A ONU ainda estima que mais de 6,5 milhões de pessoas se deslocaram dentro do país e que ainda há 13 milhões de pessoas que estão nas áreas de conflito sem conseguir fugir.

Ucrânia diz que ataque da Rússia atingiu prédio da Cruz Vermelha em Mariupol
Ocupantes russos de Mariupol teriam acertado um prédio da Cruz Vermelha, segundo informou a ombudsman da Ucrânia, Lyudmyla Denisova. Ela não informou quando o ataque aconteceu e se houveram vítimas. “O local tinha uma cruz vermelha pintada sobre um fundo branco, indicando que ali havia pessoas feridas, civis ou suprimentos humanitários“, explicou.

ONU nomeia juiz para investigar crimes de guerra na Ucrânia
A ONU designou o juiz norueguês Erik Mose para investigar se a Rússia cometeu crimes de guerra durante a invasão na Ucrânia que já dura 35 dias. Mose é ex-membro da Suprema Corte da Noruega e do Tribunal Europeu de Direitos Humanos e já fez parte de várias cortes internacionais, como o Tribunal Penal Internacional para Ruanda.

Estados Unidos promete US$ 500 milhões de ajuda à Ucrânia
O presidente americano Joe Biden e o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky conversaram por cerca de uma hora nesta quarta-feira. Durante a conversa, Biden prometeu enviar US$ 500 milhões em ajuda orçamentária direta. “Os líderes discutiram como os EUA estão trabalhando 24 horas por dia para atender aos principais pedidos de assistência de segurança da Ucrânia, os efeitos críticos que essas armas tiveram no conflito e os esforços contínuos dos americanos com aliados e parceiros para identificar recursos adicionais para ajudar os militares ucranianos a defender seu país“, diz a Casa Branca


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.