Portuguese
.

Startups brasileiras receberam aporte de US$ 591 milhões em janeiro

Segmento de fintechs foi o que mais recebeu investimentos, somando um total de US$ 319,2 milhões

Startups brasileiras receberam aporte de US$ 591 milhões em janeiro

As startups brasileiras tiveram um total de US$ 591 milhões (equivalente a R$ 3 bilhões) em aportes durante o mês de janeiro, segundo divulgado pelo mapeamento mensal Inside Venture Capital Report, da Distrito. O total investido é 27% inferior ao mesmo período de 2021, quando os investimentos ultrapassaram US$ 630 milhões. Por outro lado, é maior que o registrado em dezembro, com US$ 555 milhões em 46 rodadas de aporte.

O mercado de Startups no Brasil se mostrou resiliente, mesmo em um terreno de cautela por parte dos investidores (institucionais ou individuais), com inflação em alta, incertezas quanto à política fiscal e ainda a escalada das taxas de juros. Esse aporte representa um bom indicador de que ainda há espaço para um apetite ao risco neste setor, visando diversificar o portfólio, buscando a parte de venture capital“, analisa o Executivo de Investimentos da Invest4U, Vinicius Felchack.

No mês passado, foram registrados 48 rodadas de aporte, sendo 32 em early stage e 16 em late stages. Novamente o segmento de fintechs foi o que recebeu a maior parte dos investimentos, somando, ao todo, R$1,6 bilhões (US$ 319,2 milhões). O segmento RealState veio logo em seguida, com aporte de R$175,8 milhões (US$ 33,7 milhões), seguido por SportTech (R$170 milhões – US$ 32,6 milhões), RetailTech (R$ 116 milhões – US$ 22,4 milhões) e HealthTech (R$ 56,8 milhões – US$ 10,9 milhões).

Se compararmos [os valores de aporte de janeiro de 2022], por exemplo, com o mesmo período de 2021, veremos que o valor absoluto é menor, já que, nesse mesmo mês, um dos maiores investidores da história, fez sozinho, um investimento de US$ 400 milhões na fintech Nubank. Sendo assim, 2022 deve seguir o mesmo rumo e bater mais recordes na área, incluindo um grande volume de capital estrangeiro“, explica Felchack.

2021 foi ano de recordes para as startups brasileiras

O ano de 2021 foi de recorde histórico para as startups brasileiras. Ao todo, foram investidos US$ 9,4 bilhões (equivalente a R$ 49 bilhões), um volume 2,5 vezes maior que 2020, de acordo com os dados da Inside Venture Capital, da Distrito. Ainda de acordo com o levantamento, foram 779 transações realizadas durante os 12 meses.

Outro feito histórico foi o de novos unicórnios: no total, dez empresas brasileiras passaram a valer mais de US$ 1 bilhão. São elas: C6, CloudWalk, Facily, Frete.com, Hotmart, MadeiraMadeira, Merama, Mercado Bitcoin, Olist e Unico. Com isso, o Brasil chega a 21 unicórnios.

Assim como no mês de janeiro de 2022, as fintechs foram o segmento que recebeu mais investimentos durante o ano de 2021, somando um total de US$ 3,7 bilhões (R$ 19,3 bilhões), seguido por RetailTech com US$ 1,3 bilhão (R$ 6,8 bilhões) e RealState com US$ 1,07 bilhão (R$ 5,2 bilhões).


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.