Portuguese
.

IGP-M acumula inflação de 14,77% nos últimos 12 meses

Taxa é usada no reajuste de contratos de aluguel

IGP-M acumula inflação de 14,77% nos últimos 12 meses (Alf Ribeiro/Twenty20)

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou inflação de 1,74% em março, ante 1,83% em fevereiro. Com isso, o índice acumula alta de 5,49% em 2022 e de 14,77% nos últimos 12 meses, segundo os dados divulgados pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em comparação ao mesmo período de 2021, o índice teve baixa: ele havia subido 2,94% no mês e acumulava alta de 31,10% em 12 meses.

A queda da taxa de março para fevereiro foi puxada pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) que recuou de 2,36% para 2,07%. Já o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu de 0,33% para 0,86%, enquanto o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) passou de 0,48% para 0,73%. Vale lembrar que o IGP-M é usado para reajustar grande parte dos contratos de aluguéis no país.

Nesta apuração, os combustíveis, cujos preços foram reajustados no dia 11/03, começaram a influenciar os resultados da inflação ao produtor e ao consumidor. O preço do Diesel avançou para 8,89% ao produtor e, o da gasolina, subiu 1,36% ao consumidor. Os preços do trigo (de 1,69% para 4,90%), da farinha de trigo (de 2,68% para 6,25%) e dos pães e bolos industrializados (de 1,11% para 1,20%) também começaram a registrar aceleração no índice ao produtor”, afirma André Braz, Coordenador dos Índices de Preços.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.