Portuguese
.

Brasil criou 155,2 mil empregos em janeiro, segundo Caged

Número é 39% menor que de janeiro de 2021, quando a criação líquida de vagas havia sido de 254.323 postos

Brasil criou 155,2 mil empregos em janeiro, segundo Caged (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Brasil gerou 155.178 empregos com carteira assinada em janeiro deste ano, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregos (Caged) divulgado nesta manhã pelo Ministério do Trabalho e Previdência. O número é resultado de 1.777.646 admissões ante 1.622.468 desligamentos. Os dados são piores que na comparação com o mesmo mês em 2021, quando foram criados 254,3 empregos, mostrando uma desaceleração de 39%.

Dentre os cinco setores mapeados, o único que teve resultado negativo foi o de Comércio, com fechamento de 60.088 vagas, consequência do encerramento das vagas temporárias de fim de ano. O setor de Serviços liderou o crescimento, abrindo 102.026 postos de trabalho, seguido pela Indústria, que criou 51.419 vagas. Na Construção Civil o saldo foi de 36.809 contratações, enquanto a Agropecuária registrou 25.014 vagas de emprego em janeiro.

Houve um aumento no salário médio de admissões, passando de R$1.805,35 em dezembro de 2021, para R$1.902,59 em janeiro de 2022. Além disso, o estoque de empregos formais, de 40.833.533 postos de trabalho, foi o segundo maior registrado para meses de janeiro desde 2010, perdendo apenas para 2015, quando o estoque era de 41.123.711 empregos.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.