Portuguese
.

Ações do Twitter despencam após Elon Musk desistir da compra; entenda

CEO da Tesla anunciou na última sexta-feira que estava desistindo do acordo

Ações do Twitter despencam após Elon Musk desistir da compra; entenda (Divulgação)

O CEO da Tesla, Elon Musk, anunciou na última sexta-feira (8) que estava encerrando seu acordo de US$ 44 bilhões com o Twitter (TWTR), afirmando que houve violação material de várias disposições do acordo. Nesta segunda-feira, por volta das 14h20 (horário de Brasília), as ações da empresa caíam -9,14% a US$33,45.

Os advogados do empresário disseram em carta enviada à Comissão de Valores Mobiliários norte-americana (SEC) que “o Twitter não cumpriu com suas obrigações contratuais“. As negociações estavam pausadas porque Musk queria mais informações sobre os ‘bots‘ na rede social. “Por quase dois meses, o sr. Musk solicitou dados e informações necessárias para ‘fazer uma avaliação’ independente da prevalência de contas falsas ou de spam na plataforma“, afirma a carta.

A equipe do empresário cita na carta enviada à SEC cinco violações de contrato por parte do Twitter, entre elas estão a demissão de dois funcionários do alto escalão, o congelamento das contratações e demissão de 30% da área de aquisição de talentos – eles afirmam que Musk deveria ter sido consultado sobre essas decisões. Além disso, eles ainda citam que a empresa falhou em apresentar diversos dados, como medidas diárias de mDAU nos últimos oito trimestres; materiais do conselho relacionados aos cálculos de mDAU do Twitter e materiais relacionados à condição financeira da empresa.

O contrato entre as partes fixava uma multa de US$ 1 bilhão para quem não seguisse o acordo. A multa se aplicaria para Musk caso ele não concluísse o acordo por motivos como o financiamento da aquisição não ter sucesso ou os reguladores bloquearem o acordo. Já o Twitter teria que pagar se decidisse vender a empresa para outra pessoa ou se os acionistas votassem contra a compra.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.