Portuguese
.

Ibovespa segue Wall Street, fecha em queda e volta para os 105 mil pontos

Na semana, índice brasileiro recuou -5,06%

Ibovespa segue Wall Street, fecha em queda e volta para os 105 mil pontos

O Ibovespa fechou o dia com queda de -1,51% aos 105.481 pontos, com volume financeiro de R$ 30,2 bilhões. O índice brasileiro seguiu o ritmo do exterior que ficou no campo negativo após a inflação dos Estados Unidos vir acima do esperado e aumentar os temores de um aperto mais agressivo do Federal Reserve (Fed).

A Americanas (AMER3) foi o destaque negativo do pregão, liderando as perdas do dia ao recuar -10,63%. Na sequência, o Banco Inter (BIDI11) caiu -6,87%, enquanto a Azul (AZUL4) desvalorizou -6,62%. A Eletrobras (ELET6), que teve seu preço por ação divulgado hoje, caiu -6,59%. A Positivo (POSI3) recuou -6,39%: A Petrobras (PETR3; PETR4) desvalorizou -1,26% e -1,40%, respectivamente.

No lado positivo, a Qualicorp (QUAL3) avançou 7,39%, seguida pela Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) que subiu 3,98% e pela Raia Drogasil (RADL3) que teve alta de 0,73%. A Hypera (HYPE3) subiu 0,57%, enquanto a Cielo (CIEL3) e a Marfrig (MRFG3) tiveram alta de 0,53%. A Vale (VALE3) ficou quase estável, subindo 0,02%.

Nos Estados Unidos, Wall Street fechou com fortes quedas após a inflação atingir seu maior nível na taxa anual desde 1981. O S&P 500 caiu -2,91%, enquanto o Nasqad recuou -3,52%. O Dow Jones desvalorizou -2,73%. O dólar, por outro lado, valorizou 1,49% a R$ 4,98.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.