Portuguese
.

Ucrânia está inclinada a aceitar status de neutralidade; confira as últimas notícias

Nova rodada de negociações deve acontecer amanhã na Turquia

Ucrânia está inclinada a aceitar status de neutralidade; confira as últimas notícias (Twitter/Ministério da Defesa da Ucrânia)

Ucrânia está inclinada a aceitar status de neutralidade, diz Zelensky
O presidente da Ucrânia afirmou que está pronto para aceitar o status de neutralidade e status não nuclear, mas que a decisão será submetida a um referendo com o povo ucraniano. Ele também ressaltou que as tropas russas devem deixar o país antes da assinatura de qualquer documento. No entanto, Zelensky afirmou que não abre mão da soberania sobre seu território.

Rússia vê chance de acordo após fala de Zelensky
O ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, afirmou que há uma possibilidade de um acordo entre os dois países após a Ucrânia afirmar que está pronta para aceitar o status neutro. “Ainda vejo que há chances de um acordo porque há uma compreensão dos erros mais grosseiros de longo prazo de nossos parceiros ocidentais. Embora, por razões óbvias, é improvável que eles digam isso em voz alta”, disse.

Ucrânia não abre corredores humanitários por “razões de segurança”
A vice-primeira-ministra ucraniana Iryna Vereshschuk anunciou hoje que os corredores humanitários, para a retirada de civis, não serão abertos. “Nossos serviços de inteligência informaram sobre possíveis provocações por parte dos ocupantes nos trajetos dos corredores humanitários. Por isto, por razões de segurança para os civis, hoje não abriremos nenhum corredor humanitário”, informou em comunicado.

Rússia e Ucrânia devem retomar negociações na terça-feira
Uma nova rodada de negociações entre russos e ucranianos está marcada para acontecer nesta terça-feira (29), na Turquia. Até o momento, as conversas terminaram sem um acordo nos pontos “cruciais”.

Kremlin condena fala de Biden sobre mudança de governo na Rússia
O governo russo condenou as falas do presidente americano de que Putin “não pode permanecer no poder” e disse ser um motivo para preocupação. Segundo Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, eles estão “acompanhando de perto” as falas de Biden.

Guerra já custou US$ 565 bilhões à Ucrânia
A ministra da Economia ucraniana Yulia Svyrydenko afirmou que até o momento a guerra já custou US$564,9 bilhões para o país, tanto em danos à estrutura, quanto em perda de crescimento econômico. Segundo ela, aproximadamente 8 mil km de estradas e 10 milhões de metros quadrados de moradias ficaram danificados ou destruídos por conta dos ataques.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.