Portuguese
.

Ibovespa cai nesta quarta voltando aos 109 mil pontos

Nesta terça os investidores do Ibovespa repercutiram o cenário de juros no Brasil e falas de Campos Neto

Ibovespa cai nesta quarta voltando aos 109 mil pontos

O Ibovespa fechou o dia com queda de 2,17% aos 109.763 pontos. O mercado acabou repercutindo as falas mais duras do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, sobre os juros no Brasil. Campos Neto disse que o BC não pensa em queda de juros neste momento, mas sim em convergir a inflação, ressaltando que a situação inspira cuidados e que a batalha contra a alta de preços no país não está ganha.

No pregão, a TIM (TIMS3) avançou 2,27%, seguido pelo Carrefour (CRFB3) que subiu 0,79% e pela BRF (BRFS3) valorizou 0,61%. A Suzano (SUZB5) teve alta de 0,58% e a Telefonica (VIVT3) valorizou 0,57%.

No lado negativo, a MRV (MRVE3) liderou as quedas recuando 8,09%. Na sequência, a Via (VIIA3) teve baixa de 7,35% e a Magalu (MGLU3) perdeu 6,94%. A CVC (CVCB3) recuou 6,87% e a Azul (AZUL4) caiu 6,34%. Já a Petrobras (PETR3; PETR4) desvalorizou 3,57% e 3,66%, respectivamente. A Vale (VALE3) recuou 2,19%.

Nos Estados Unidos, as bolsas de NY fecharam com mais uma queda após o feriado. Os investidores reforçaram a expectativa de uma alta de 0,75 ponto na taxa de juros, na reunião de setembro do Federal Reserve. O S&P 500 caiu 0,40%, enquanto o Nasqad teve baixa de 0,74%. O Dow Jones desvalorizou 0,54%. O dólar fechou em alta de 1,6% a R$ 5,23.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.