Portuguese
.

Ibovespa abre em queda após invasão da Rússia à Ucrânia

Rússia invadiu Ucrânia nesta quinta-feira e derreteu o mercado financeiro

Ibovespa abre em queda após invasão da Rússia à Ucrânia

Nesta quinta-feira (24) toda a atenção do mercado mundial fica voltada ao ataque russo à Ucrânia. Na agenda do dia está a divulgação da taxa de desemprego do último trimestre de 2021 e dos dados de janeiro da nota de crédito do Banco Central (BC), além do resultado primário apurado pelo Tesouro. Nos Estados Unidos, hoje tem a segunda leitura do Produto Interno Bruto (PIB) no último trimestre de 2021 e discurso dos dirigentes do Fed (Federal Reserve).

Brasil

O Ibovespa abriu a quinta-feira em queda e registrava baixa de 1,49% a 110.334 pontos às 10h13 (horário de Brasília). Com a invasão russa à Ucrânia, os preços do petróleo dispararam e atingiram o maior valor dos últimos sete anos, fazendo com que os rendimentos da Petrobras aumentem.

Internacional

As bolsas asiáticas fecharam com fortes quedas, resultado do anúncio de que Vladimir Putin estava iniciando uma operação militar contra a Ucrânia. O índice japônes Nikkei caiu -1,81% em Tóquio, enquanto o Hang Seng, em Hong Kong, recuou -3,21%.Em Seul, o Kospi teve baixa de -2,60%. O Taiex, em Taiwan, registrou baixa de -2,55%. Já na China, o Xangai Composto recuou -1,70%.

Na Europa, o mercado sentiu de maneira muito forte o ataque à Ucrânia. Às 10h35, o Euro Stoxx registrava queda de -4,60%, enquanto o CAC 40, na França, recuava -4,50%. O DAX, na Alemanha, tinha quedas de -5,60 e o FTSE, no Reino Unido, registrava baixa de -3,14%. Os índices russos MOEX e RTSI recuavam -34,30% e -39,04%, respectivamente.

Nos Estados Unidos, os índices futuros de Wall Street também sofrem quedas. O dólar, por outro lado, registra alta de 1,73% a R$5,09 às 10h46.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.