Portuguese
.

Acusação de crimes de guerra e mais: confira as últimas notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia

Ucrânia acusa Rússia de ter matado mais de 400 civis nos arredores de Kiev

Acusação de crimes de guerra e mais: confira as últimas notícias do conflito entre Rússia e Ucrânia (Twitter/Ministério da Defesa da Ucrânia)

Ucrânia acusa Rússia de genocídio em Bucha, cidade nos arredores de Kiev
A procuradora-geral da Ucrânia, Iryna Venediktova, afirmou que foram encontrados corpos de cerca de 410 civis ao redor da capital Kiev. Muitos estavam espalhados pelas ruas da cidade de Bucha, com indícios de tortura, segundo as autoridades ucranianas. Ainda foram encontrados valas comuns na cidade que estava tomada por tropas russas, levantando sérias preocupações sobre crimes de guerra. Diversos líderes do Ocidente condenaram os ataques. A Ucrânia informou que isso distanciou os países de um acordo de cessar-fogo.

Rússia nega assassinato de civis em Bucha
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, negou que a Rússia seja responsável pelos assassinatos de civis em Bucha. A Rússia acusa a Ucrânia de “montar” as imagens e afirmou que especialistas russos detectaram cenas falsas e edições nos vídeos divulgados. Já o Ministério das Relações Exteriores do país acusou os Estados Unidos de estarem por trás das imagens. “Me parece que o fato de essas declarações [sobre a Rússia] terem sido feitas nos primeiros minutos depois que esses materiais apareceram não deixa dúvidas sobre quem ‘encomendou’ essa história.” afirmou a porta-voz do ministério. “Quem são os mestres da provocação? É claro que os Estados Unidos e a Otan“, acusou.

França condena ataques contra civis e pede nova rodada de sanções
O presidente francês, Emmanuel Macron, subiu o tom contra a Rússia após os ataques contra civis na cidade de Bucha. “Há pistas muito claras que apontam para crimes de guerra. Está mais ou menos estabelecido que o exército russo é responsável. O que aconteceu em Bucha exige uma nova rodada de sanções e medidas muito claras“, afirmou. Ele pediu que a nova rodada de sanções seja um embargo contra o carvão e o petróleo russo.

Cruz Vermelha diz que não conseguiu chegar a Mariupol por ‘falta de segurança’
O porta-voz da Cruz Vermelha, Jason Straziuso, informou hoje que um comboio de 45 ônibus foi enviado até Mariupol para a retirada de civis na última quinta-feira (31) mas que não conseguiu entrar na cidade por questões de segurança. A cidade está sob cerco de tropas russos há cerca de um mês.

Estados Unidos irá pedir pela retirada da Rússia do Conselho de Direitos Humanos da ONU
A embaixadora americana nas Nações Unidas disse hoje que os Estados Unidos irão pedir para a Assembleia Geral da ONU que a Rússia seja retirada do Conselho de Direitos Humanos. “A participação da Rússia no Conselho de Direitos Humanos é uma farsa. E está errado, e é por isso que acreditamos que é hora da Assembleia Geral da ONU votar para removê-los“, afirmou. A Rússia está sendo acusada de ter executado civis na cidade de Bucha.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.