Portuguese
.

Brasil criou 328 mil empregos formais em fevereiro, aponta Caged

Resultado é maior que janeiro, mas 17,5% menor que do mesmo mês em 2021

Brasil criou 328 mil empregos formais em fevereiro, aponta Caged (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Brasil criou 328 mil empregos com carteira assinada no mês de fevereiro, segundo apontou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta terça-feira (29) pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Esse é o segundo melhor resultado para o mês desde 2010, ficando atrás apenas de fevereiro de 2021, quando foram criados cerca de 398 mil vagas formais. Já a média de salário de admissão em fevereiro foi de R$1.878,66, recuando -3,15% em relação a janeiro.

O saldo de vagas é resultado de 2,0,13 milhões de contratações, contra 1,685 milhão de demissões, aponta o Caged. Os números ainda mostram que os cinco agrupamentos da atividade econômica apresentaram um saldo positivo, com destaque para o setor de serviços que gerou 215.421 novos empregos. A indústria teve um saldo de 43 mil novos postos, enquanto a construção criou 39.453 novas vagas; agropecuária e comércio geraram 17.415 e 13.219 novas vagas, respectivamente.

Com o resultado de fevereiro, o estoque de empregos formais ativos ficou em 41.157.217 vínculos, uma variação positiva de 0,8% em relação ao estoque do mês anterior. No acumulado de 2022, foi saldo registrado é de 478.862 empregos com carteira assinada, decorrente de 3.818.888 admissões e de 3.340.026 desligamentos.

Das 27 unidades da federação, 25 fecharam com resultados positivos. Destaque para São Paulo (98.262), Minas Gerais (36.677) e Paraná (28.506). Os únicos estados que tiveram mais demissões que contratações foram Paraíba (1.451) e Alagoas (-600).

com informações da Agência Brasil


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.