Portuguese
.

Ibovespa abre em queda; volta da tensão entre Rússia e Ucrânia abala o mercado

Mercado segue atento às movimentações no leste europeu

Ibovespa abre em queda; volta da tensão entre Rússia e Ucrânia abala o mercado

A agenda desta quinta-feira (17) traz como destaque nacional a divulgação do IGP-M de fevereiro, enquanto nos Estados Unidos saem os dados do setor imobiliário de janeiro e os pedidos de auxílio desemprego da última semana. Também fica na atenção dos investidores de todo o mundo a volta da tensão na fronteira entre Rússia e Ucrânia.

Brasil

O Ibovespa abriu em queda de 0,44% a 114.673 pontos, às 10h20 (horário de Brasília), nesta quinta-feira (17). O Ibovespa volta a acompanhar o restante do mundo com a tensão entre Rússia e Ucrânia. O mercado nacional também acompanha a PEC dos combustíveis, que só terá sua votação na próxima semana, aumentando o período de incertezas.

Internacional

As bolsas asiáticas fecharam o dia em alta, repercutindo o tom mais leve que o esperado da última ata do Fed (Federal Reserve), mas ainda preocupada com a situação entre Rússia e Ucrânia. Entre os principais índices asiáticos, o único que recuou foi o japonês Nikkei, que caiu 0,83% a 27.232,87 pontos. O Hang Sang, em Hong Kong, teve alta de 0,30% a 24.792,77 pontos, enquanto o Taiex, em Taiwan, registrou avanço de 0,20% a 18.268,57 pontos. Por fim, o Kospi, em Seul, subiu 0,53% a 2.744,09.

Na Europa, os principais índices caminham em direções opostas, também resultado da tensão no leste europeu. Durante a manhã o Stoxx 600 de todo o continente registrava queda de 0,04%. Quem seguia a tendência de queda era o Dax, na Alemanha, que também estava em queda de 0,04%, assim como o FTSE 100, do Reino Unido, que recuava 0,46%. O CAC 40, da França, operava em alta de 0,30%.

Nos Estados Unidos, o presidente Joe Biden, junto com o chanceler alemão, Olaf Scholz, pediram à Rússia “medidas reais da desacelerada” e concordaram que ainda há risco de ataques militares contra a Ucrânia, com isso, a tensão voltou a aumentar. Enquanto isso, os investidores americanos ficam atentos aos eventos sobre política monetária que terá a presença dos presidentes das distritais do Fed de St. Louis e de Cleveland – ambos têm voto no FOMC (Comitê Federal de Mercado Aberto). O dólar voltou a subir nesta quinta-feira, registrando avanço de 0,11% a R$5,1334 por volta das 10h25 (horário de Brasília).


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.