Portuguese
.

Ibovespa fecha com forte e queda e retorna aos 108 mil pontos

Índice acompanhou Wall Street e fechou o dia no campo negativo

Ibovespa fecha com forte e queda e retorna aos 108 mil pontos

O Ibovespa fechou em forte queda nesta quarta-feira (8), recuando -1,55% aos 108.367 pontos, com volume financeiro de R$ 22,4 bilhões – abaixo da média diária. Os investidores acompanham com preocupação a proposto do presidente de zerar o ICMS dos combustíveis, medida que pode aliviar a inflação, mas que também aumentaria os gastos federais, fazendo com que o governo possa desrespeitar o teto de gastos.

No lado positivo, a Qualicorp (QUAL3) foi liderou os ganhos do pregão ao avançar 2,83%, seguido pela Cogna (COGN3) que teve alta de 2,41%. A Via (VIIA3) e a Hapvida (HAPV3) avançaram 2,38%, enquanto a PetroRio (PRIO3) subiu 2,09%.

Já no lado negativo, a Weg (WEGE3) desvalorizou -5,59%. Na sequência, a Gerdau (GGBR4) caiu -4,90% e a CSN (CSNA3) recuou -4,93%. A Usiminas (USIM5) registrou queda de -4,32%, enquanto a Metalúrgica Gerdau (GOAU4) caiu -3,13%. A Petrobras (PETR3; PETR4) teve queda de -0,38% e -0,49%, respectivamente. Já a Vale (VALE3) desvalorizou -3,44%.

Nos Estados Unidos, a preocupação com a inflação e a alta dos juros fez os principais índices de Wall Street virarem para o campo negativo. O S&P 500 recuou -1,08%, enquanto o Nasqad caiu -0,73%. O Dow Jones desvalorizou -0,81%. Por outro lado, o dólar voltou a valorizar perante o real, subindo 0,33% a R$ 4,89.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.