Portuguese
.

Fed planeja reduzir balanço patrimonial e deve acelerar alta dos juros, aponta ata do Fomc

Fed divulgou ata da reunião que aconteceu em março

Fed planeja reduzir balanço patrimonial e deve acelerar alta dos juros, aponta ata do Fomc (Divulgação/Fed)

O Federal Reserve (Fed) divulgou na tarde desta quarta-feira (6) a ata da última reunião do Comitê de Mercado Aberto do Banco Central americano (Fomc). O encontro aconteceu no dia 16 de março e marcou o anúncio do primeiro aumento de juros nos Estados Unidos desde 2018. A divulgação da ata era muito esperada pelos investidores de todo o mundo.

O documento apontou que os dirigentes do Fed “concordaram no geral” em cortar o balanço patrimonial da autoridade monetária em cerca de US$ 95 bilhões, de forma “faseada” – seriam US$ 60 bilhões por mês das participações em Treasuries e US$ 35 bilhões de suas participações em títulos lastreados em hipotecas (MBS), com os valores sendo reduzidos gradualmente em um período de três meses “ou ligeiramente maior”. Eles também concordaram que após essa redução estar “bem encaminhada”, seria apropriado considerar as vendas diretas de MBS.

A ata ainda mostrou que “se as pressões inflacionárias permanecerem elevadas ou intensificadas”, a maioria dos dirigentes devem votar por uma alta de 0,5 ponto percentual nos juros nas próximas reuniões. Ou seja, o Fed mostra que deve acelerar o ritmo do aperto monetário, afirmando que os “dirigentes avaliaram apropriado mover rapidamente a política monetária para postura neutra”.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.