Portuguese
.

Banco Central do México eleva taxa de juros para 7%

Em abril, a inflação do país alcançou 7,68%, o maior patamar em 21 anos

Banco Central do México eleva taxa de juros para 7% (Divulgação/Governo do México)

O Banco Central do México (Banxico) decidiu, nesta quinta-feira (12), elevar a taxa referencial de juros em 0,50 ponto percentual, passando para 7%. A decisão não foi unânime, tendo um voto a favor de um aperto mais agressivo de 0,75 p.p.

No comunicado divulgado ao público, o Banxico explicou que apesar da economia do país ter ganho força no primeiro trimestre do ano, o ambiente segue incerto. Ainda informou que as expectativas inflacionárias aumentaram e devem ir até o segundo semestre de 2023. Com isso, os preços ao consumidor só devem voltar à meta de 3% no primeiro trimestre de 2024.

Sendo assim, as autoridades monetárias mexicanas não descartam adoção de medidas mais agressivas para controlar a inflação, que alcançou a marca de 7,68% em abril – a maior dos últimos 21 anos. “Diante de um cenário mais complexo para a inflação e as expectativas inflacionárias, deve se considerar uma atuação com maior contundência para alcançar a meta de inflação no prazo em que opera a política monetária”, afirmou o Banxico em nota.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.