Portuguese
.

Ibovespa abre o dia em queda, acompanhando mercado exterior

Inflação na zona do euro pressiona bancos centrais do continente

Ibovespa abre o dia em queda, acompanhando mercado exterior

A agenda desta quarta-feira (20) tem como destaque a divulgação das vendas de casas usadas e estoques de petróleo nos EUA, além do fluxo cambial no Brasil. Investidores também aguardam pela reunião do Banco Central Europeu que deve anunciar amanhã a primeira alta na taxa de juros em 10 anos.

Brasil

O Ibovespa abriu o dia em queda de -0,44% aos 97.808 pontos. O índice brasileiro segue seus pares internacionais, que é pressionado pela alta inflacionária.

No setor de commodities, o petróleo operava em queda durante a manhã. O Brent recuava -1,67% a US$ 105,56, enquanto o WTI caía -1,83% a US$ 98,90. Já o minério de ferro, em Qingdao, subia 1,52% a US$ 98,58.

Internacional

Na Ásia, as bolsas fecharam com fortes altas seguindo o desempenho de Nova York ontem. O Nikkei, em Tóquio, avançou 2,67%, seguido pelo Hang Seng, em Hong Kong, que teve alta de 1,11%. O Kospi, em Seul, subiu 0,67%, enquanto o Xangai Composto, na China continental avançou 0,77%. Já o Taiex, em Taiwan, valorizou 0,27%.

Na Europa, os principais índices do continente operavam em queda, enquanto aguardando a decisão do Banco Central Europeu sobre a política monetária que será anunciada amanhã (21). Por volta das 10h30 (horário de Brasília), o Euro Stoxx caía -0,73%, seguido pelo CAC 40, na França, que recuava -0,55%. Na Alemanha, o DAX desvalorizava -0,80%, enquanto o FTSE, no Reino Unido, perdia -0,36%

Já nos Estados Unidos, Wall Street operava sem uma direção única na abertura. O S&P 500 recuava -0,07%, enquanto o Nasqad avançava 0,09%. Já o Dow Jones abriu em queda de -0,05%. Enquanto isso, o dólar operava em alta de 0,16% a R$ 5,42.


Acompanhe o Mercado

Sua Jornada Investidora

Receba nossas notícias

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro? Receba gratuitamente, de segunda a sexta, as principais notícias e análises no seu email.




    Compartilhe do jeito correto. Selecione a rede social desejada e envie esta matéria gratuitamente.